Programa de Desenv. de Chefias (2015-2017)

A VIAGEM: PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE CHEFIAS (2015-2017)
Farol de Aeródromo – A Liderança Operacional

Iniciamos em 2015 um plano de voo formativo a 3 anos com mais de 100 chefias operacionais (Coordenadores, Supervisores e Chefes de Equipa) dos diferentes aeroportos e serviços corporativos da ANA Aeroportos de Portugal. As orientações destas chefias no terreno, ou seja a sua liderança operacional, funcionam como um verdadeiro “farol de aeródromo”, que facilita a cada colaborador identificar o seu papel dentro da equipa. Foi da responsabilidade da Team Work a condução do módulo de “Liderança Operacional”.

Concluído o projeto, procuramos saber junto de Elsa Galante, que faz parte da equipa de Desenvolvimento Estratégico de Recursos Humanos da ANA, SA e que se encontra a coordenar o Programa de Chefias e Quadros, como decorreu esta viagem:

1) Atendendo à relação de parceria existente há já alguns anos, que fatores consideraram decisivos para selecionar a Team Work para a implementação dos programas de Liderança Operacional?

EG: Considerou-se que a Teamwork trazia uma abordagem muito interessante no que concerne ao tema da Liderança, fazendo um paralelismo entre conceitos do desporto e do comportamento de equipas de alto rendimento com o desempenho das equipas dentro das organizações. Para além de trazerem metodologias inovadoras salienta-se a experiência e o profissionalismo da equipa de formadores.

2) O que destaca no trabalho desenvolvido pela nossa equipa no projeto e qual o impacto que o programa teve na vossa organização?

EG: Destacam-se as metodologias de aprendizagem utilizadas. O caráter experiencial destas metodologias teve impacto na motivação e na aquisição de conhecimentos por parte dos participantes. O feedback obtido nas ações pelos participantes tem sido bastante positivo, dando-se especial relevância à pertinência dos assuntos abordados para o desempenho da função, adequação das metodologias aos conteúdos e o auxílio à transferência das aprendizagens para o local de trabalho.

3) Como perspetiva o próximo plano de voo das vossas chefias?

EG: O desenvolvimento de competências é um trabalho permanentemente em curso, evoluir é a nossa meta. O Programa de Chefias e Quadros deverá continuar com um formato semelhante e a apostar em metodologias ativas, diferenciadoras e que sejam centradas nos formandos, colocando-os em primeiro plano. Continuaremos a procurar o desenvolvimento das competências dos líderes, assim como do desenvolvimento das equipas.

Mais Notícias

Entrevista Engº Adolfo Silva - Brose Portugal

"Brose Portugal."

Ver mais

Intervenção Jorge Araújo

"Associação Portuguesa de Contact Centers."

Ver mais

Pensar e Intervir como um Treinador

"MEGASIS."

Ver mais